4 Coisas da Tecnologia que Podem Mudar sua Mente

Escrito por Tecno Dicas de TI

Uma semana cheia de interação, aprendizados e trocas com profissionais inspiradores.

Oportunidade unica de se conectar com outras pessoas interessadas em tecnologias disruptivas e aumentar seu networking.

Compartilhe agora mesmo:

4 Coisas da Tecnologia que Podem Mudar sua Mente

Você conhece alguém que não tenha um celular agora?

De acordo com algumas pesquisas que fiz na Internet, um sinal impressionante do mercado global de Smartphone em junho deste ano é que metade da população mundial possui um Smartphone.

Em junho de 2021, a população mundial era de aproximadamente 7,9 bilhões, o que significa que 3,95 bilhões de pessoas no planeta tinham Smartfones. Levará 27 anos para esse número quebrar.

Metade da população mundial tem um celular

Com tantas tecnologias disponíveis e acessíveis, fica difícil não se conectar de alguma forma à rede, o que mudou completamente o dia a dia de quem tem acesso a ela.

Hoje não há mais necessidade de buscar endereços ou números de telefone na lista telefônica, agora é só clicar em um dispositivo com internet, e podemos até visualizar o trajeto até o local desejado sem sair de casa.

Essa acessibilidade nos faz sentir confortáveis ​​e pode ter um impacto em nossa saúde mental.

Então, vem comigo agora, que no post de hoje, apresentarei quatro coisas da tecnologia que podem mudar sua mente.

1. Redução da Concentração.

O que sabemos normalmente é que quanto mais rápido a Internet fornece informações, menos impacientes ficaremos.

Para explicar como nosso contato com a Internet afeta nossa capacidade de concentração, uma investigação complexa foi conduzida no Canadá com o patrocínio da Microsoft.

A primeira fase ocorreu durante o boom da Internet em 2000, quando a maioria das pessoas foi exposta a ela, e a segunda fase foi realizada por meio de questionários e exames de imagens cerebrais em 2015. Os resultados são incríveis.

No primeiro estágio, o tempo médio de concentração de uma pessoa é de 12 segundos, depois cai para 8 segundos, acredite, esse é o tempo médio de concentração de um peixinho dourado.

Aprendemos então que em apenas 15 anos o tempo de concentração foi reduzido em 33%, mas é uma boa notícia para ficarmos tranquilos.

4 Coisas da Tecnologia que Podem Mudar sua Mente 1

O mesmo estudo mostra que melhoramos nossa capacidade de realizar várias atividades ao mesmo tempo. Bom isso pode ser usado quando estamos com pressa e precisamos resolver varias coisas ao mesmo tempo.

Mas será que ter essa habilidade é algo melhor para nossa vida social? Às vezes, o que realmente precisamos é pisar no freio e dar uma olhada tranquila nos arredores.

2. Programas ON Demand.

Se você é do tipo de pessoa que gosta de assistir filmes, e fazer maratonas e maratonas de séries, então você vai entender muito bem sobre esse assunto.

Hoje, podemos obter muitos vídeos de programas de TV On Demand, ou seja, uma locadora online. A maioria das pessoas confia cada vez mais neste tipo de serviço, seja pela conveniência de não haver publicidade ou para vários outros fins.

Mas infelizmente essa disponibilidade tem nos-transformado em pessoas extremamente impaciente.

Uma pesquisa feita pela universidade de Massachusetts estudou e analisou o comportamento de mais de 6 milhões de consumidores de vídeo, com o objetivo de determinar quanto tempo eles podem esperar para ver o vídeo carregado.

Você sabe qual é o resultado do teste? 2 segundos! Depois disso, quase todos os participantes desistiram do vídeo.

Você está impressionado? Sim, mas não pense que esse tipo de comportamento só existe no mundo virtual, e esse tipo de inquietação apressada também está invadindo nossa vida real.

Com o surgimento de cada nova tecnologia, tornamo-nos cada vez mais impacientes com a espera pelo serviço. É por isso que existem tantos aplicativos e serviços que podem reduzir o tempo de espera. Como entrega de comida e táxi.

Para entender os efeitos colaterais dessa falta de paciência, uma pesquisa realizada pelo Pew Research Center nos Estados Unidos mostrou que continuamos a sentir a necessidade de recompensas instantâneas.

3. O Problema do GPS.

Tenho certeza de que ele já ajudou muita gente, também é não perder tempo, dando voltas e voltas por aí até encontrar o destino esperado.

Acredito que ele tenha ajudado muita gente, e não está perdendo tempo, andando por aí até encontrar o destino desejado. Neste hábito de antecipar o percurso e obter automaticamente o melhor percurso, tenho a certeza de que quase ninguém se lembra ou sente falta de pegar aquele mapa dentro do porta luvas para tentar se-localizar durante uma viagem.

E isso deixou cada vez mais preguiçosos e acomodados.

Pesquisadores da Universidade McGill, no Canadá, realizaram três estudos sobre o uso do GPS. De acordo com um cientista envolvidos neste estudo, à medida que envelhecemos, esse hábito tem um impacto negativo em nossa memória e a situação não melhoram.

4. Menos Criatividade.

Com tanta informação disponível e diferentes formas de aprimorar nossas habilidades, é fácil imaginar que tudo isso vai beneficiar a nossa criatividade, certo? Mas não parece funcionar assim.

De acordo com um estudo realizado pela Universidade de Illinois e a Universidade Johns Hopkins, a saturação de informações que podemos obter continuamente reduz nosso pensamento criativo, mas quando os recursos são escassos, usamos nossa criatividade com mais frequência.

Neste estudo, os participantes fazem parte da dinâmica e, quanto menos recursos usam, mais soluções criativas são necessárias para produzir os resultados desejados.

Vídeo no youtube que inspirou esse artigo: Aqui

Leia também: 6 avanços da Inteligência Artificial

Comentarios

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Uma semana cheia de interação, aprendizados e trocas com profissionais inspiradores.

Oportunidade unica de se conectar com outras pessoas interessadas em tecnologias disruptivas e aumentar seu networking.

Translate »