O que é Inbound Marketing – Como fazer

Entenda o que é e como funciona o Inbound Marketing

Você está procurando vender o seu produto ou serviço aplicando os meios tradicionais e não tem resultado? E se eu te falasse que o Inbound Marketing é capaz ajudar sua empresa a fazer mais vendas com custos bem menores do que do Marketing tradicional.

Gostou da ideia, né? Então fica aqui, que aposto que no final desse artigo você vai concordar comigo que essa estrutura pode ser, sim, uma porta para você atingir seus clientes e alavancar suas vendas!

Atire a primeira pedra quem nunca distribuiu panfletos por aí do produto ou serviço que vende. A gente entende o que é isso. Afinal é marketing tradicional.

Você sair por aí conversando com as pessoas a qualquer momento em todos lugares.

Mas eu te pergunto: quantas dessas pessoas estão de fato interessadas no que você está ofertando? Não muitas, né? Afinal elas estão ali só de passagem preocupadas com seus problemas do dia a dia, coisas essas que o seu produto ou serviço não necessariamente pode atender.

Não seria muito melhor se as pessoas certas chegassem até o seu negócio? Melhor ainda: se elas estivessem muito interessadas em ouvir o que você tem a oferecer?

É essa função do Inbound Marketing. Atrair as pessoas certas e transformá-los em clientes e isso tudo de forma precisa, já que você estará preparado de saber precisamente quanto de dinheiro você vai investir para divulgar seu produto e gerar lucro.

Quer um exemplo?

Para entendermos como tudo isso funciona, suponhamos que você tenha R$100, para imprimir panfletos a serão distribuídos por aí nas ruas da cidade.

No Inbound Marketing esses mesmos R$100 podem ser utilizados para impulsionar um post no Facebook e direcionar esse anúncio para ser vistos apenas para pessoas interessadas, segmentando por idade, perfil, interesse e até localização!

31-Estratégias-Avançada

E aí, o que é mais vantajoso?

Tá, na teoria eu sei que isso tudo parece muito fácil, mas como fazer isso na prática? No Inbound Marketing a empresa investe em conteúdo. Lembre-se bem: conteúdo!

E esse conteúdo e distribui em buscadores como Google, em blogs, em redes sociais, como Facebook, Instagram, LinkedIn e esses conteúdos podem ser textos, vídeos ebooks, manuais ou outros tipos de materiais que fale sobre o objetivo do seu negócio ou serviço.

É esse conteúdo que vai encaminhar o seu potencial cliente através das cinco etapas-chave do Inbound Marketing: atrair, converter, relacionar, vender e analisar.

Quando você cria conteúdos você cria uma certa autoridade no tema. Isso quer dizer que todos irão olhar para seu negocio ou comércio de um jeito totalmente diferente.

Quer um exemplo?

Vamos supor que eu me chame João. E eu tenho um bazar online de cervejas artesanais. Para me aproximar do meu público, estabelecer a minha marca e me tornar uma referência no segmento aí resolvo fazer um vídeo com: cinco dicas de pratos rápidos para acompanhar aquela cerveja do final de semana.

E nesse vídeo que eu vou postar nas redes sociais da minha empresa o foco não está obrigatoriamente em divulgar a minha empresa, mas sim dar informações importantes para as pessoas que se interessam pelo assunto.

Assim fica mais fácil que delas me encontrar. Mais de nada adianta se essas pessoas passarem pelo meu conteúdo sem que eu possa saber quem elas são, certo? Por isso chegamos à próxima etapa do Inbound Marketing: a conversão.

 

Como estruturar times de Marketing e Vendas: de acordo com o tamanho da sua empresa

 

É que além dessas cinco dicas de pratos rápidos que estão no vídeo, eu passei um bom tempo escrevendo um guia completo sobre as melhores cervejas artesanais do Brasil.

E nesse material também deve conter mais alguns pratos explicando como ele pode identificar uma cerveja de qualidade. Um conteúdo super característico, né? É esse tipo de material que eu acredito que o cliente do João vai querer consumir.

De volta ao vídeo agora eu posso oferecer esse material super legal em troca de algumas informações desse visitante, como e-mail, por exemplo.

Para baixar esse material basta ele clicar no link da descrição e colocar o seu contato para garantir o ebook. Simples assim!

A partir do instante que esse visitante coloca seus dados em troca de algum material ele se torna um Lead. O Lead é uma pessoa que já mostrou curiosidade no seu produto, e está interessado no que você tem a dizer.

Contudo, esse Lead nem sempre está em fase de decisão de compra. Por isso é interessante que você continue mandando conteúdos de valor para ele, pra ir criando um relacionamento.

Vamos dar um pulo pra vida real aqui. Me diz o que você faz para manter uma conversa casual com seus amigos.

Seja numa balada ou pelas redes sociais. Aproveita o gancho de uma conversa pra comentar outro assunto ou conta algo interessante que seja do interesse de todos, não é mesmo?

Tudo isso tão naturalmente que nem percebemos que isso pode ser usado para falar com os nossos clientes. Produzir conteúdos novos, oferecer aos Leads uma forma de se relacionar e fazê-lo avançar pela jornada de compra.

Mas para isso, o conteúdo que você falar deve ir ganhando complexidade e ser cada vez mais vendedor. Assim, o Lead vai aos poucos se aproximando do produto ou serviço que você vende e vai percebendo por que sua solução pode resolver a dor dele e quando chegar esse momento é hora de realizar a venda!

Mas aí vem aquela pergunta: quando que eu sei que esse prospecto está pronto para comprar?

Tá, tem muitas formas de descobrir isso. Pode ser depois que o Lead faz um pedido de orçamento, visitou a sua página de preço no site ou se cadastrou para receber um material específico sobre o seu negócio. E é esse momento de fazer contato com Lead e mostrar que você pode resolver o problema dele.

No Inbound Marketing o processo de venda é feito de forma muito mais consultiva.

Você entende as necessidades do seu Lead e mostra como o seu produto pode ser a melhor solução, se tornando um parceiro de verdade para o negócio do seu cliente dar certo.

E essa etapa é tão importante como qualquer outra que você já viu, para garantir que o seu negócio continue vendendo e venda até mais.

É que no Inbound é possível medir cada ação e avaliar o que está funcionando ou não para o seu negócio. Tudo isso através de números, dados e relatórios.

E hoje existem ferramentas digitais que reúnem todas essas informações para você, tornando o seu trabalho muito mais inteligente e fácil também.

Sabe tudo isso que a gente viu até aqui?

É isso que a galera do Marketing chama de funil de vendas, que é o processo de transformar visitantes em Leads, Leads em oportunidade e oportunidades em vendas.

E você vai conseguir fazer isso de forma muito eficiente seguindo os cinco conceitos do Inbound Marketing que estou mostrando nesse artigo!

Você viu como assim fica muito mais fácil tomar as decisões certas? Então chega de distribuir panfletos por ai, né?

Olha só, as empresas mais inovadoras do mercado como Endeavor, iFood, o Sebrae já usam o Inbound Marketing como estratégia de crescimento.

Você vai arriscar ficar fora dessa?

E aí, eu espero esse texto tenha ajudado a entender melhor o que é o Inbound Marketing e porquê essa metodologia é tão eficiente.

Se desejar, pode assistir um vídeo abaixo com Tudo sobre o Inbound Marketing. 
Até mais!

Comentarios

2 Comentários

  1. I am not positive where you are getting your information, however good topic.
    I needs to spend some time learning more or working out more.
    Thank you for fantastic info I used to be searching for this information for my mission.

Deixe uma resposta