Flutter: Guia Completo para o Desenvolvimento de Apps

Escrito por Tecno Dicas de TI

Uma semana cheia de interação, aprendizados e trocas com profissionais inspiradores.

Oportunidade unica de se conectar com outras pessoas interessadas em tecnologias disruptivas e aumentar seu networking.

Compartilhe agora mesmo:

Flutter: Guia Completo para o Desenvolvimento de Apps

O ano de 2021 foi o primeiro ano dos aplicativos móveis e a tendência é que se tornem cada vez mais populares.

E existem diversas ferramentas no mercado para você desenvolvedor. Uma das melhores ferramentas é o Flutter, e você precisa entendê-lo totalmente agora, então leia este artigo até o fim.

O que exatamente é Flutter?

Flutter foi inicialmente associado à área de desenvolvimento apenas para desenvolvimento de aplicativos, mas foi alterado recentemente.

O Flutter é um conjunto de ferramentas de User Interface portáteis, criado pelo Google. Ele é um framework bem novo, apresentado pela primeira vez em 2015.

Demorou vários anos para ajustá-lo na versão Release Preview. Sendo a primeira versão estável, Flutter 1.0; foi lançado em 4 de dezembro de 2018.

O Flutter foi desenvolvido com os motores gráficos C, C ++, Dart e Skia, sendo este último uma biblioteca gráfica compacta que também foi adquirida pela Google.

A linguagem de programação padrão usada pelo Flutter é o Dart. É por isso que freqüentemente se vê que essas duas tecnologias são usadas juntas.

Para quem não sabe, o Dart é uma linguagem de script, um pouco mais antiga que o Flutter, criada pelo Google em 2011 para substituir o JavaScript. E o que sabemos é que eles não foram bem-sucedidos nessa tentativa.

Porque você deve usar Flutter no seu próximo projeto?

Com o Flutter é possível criar aplicativos híbridos e manter o desempenho nativo. Em outras palavras, com apenas um código, você pode criar um aplicativo que pode ser executado no Android e iOS e manter o desempenho nativo em ambos.

Flutter: Guia Completo para o Desenvolvimento de Apps 1

Mas não é só isso! Ele foi construído para unir três itens, que são o sonho de consumo dos desenvolvedores.

Criar aplicações de forma rápida!

A partir do Stateful Hot Reload, ele atualizará automaticamente o aplicativo, salvando o arquivo do projeto quase imediatamente e sem perder os status da aplicação.

Com o Flutter, você também pode usar vários widgets personalizáveis, ​​que foram desenvolvidos de forma reativa.

Além disso, pode ser integrado a uma variedade de IDEs e editores, como: Android Studio, Xcode e nosso querido VSCode.

Criar Interfaces de usuários bonitos e flexíveis!

Ele permite o controle total de cada pixel na tela porque traz widgets, renderização, animação e gestos para o framework. Este design é mais flexível e personalizado.

Manter a performance nativa da sua aplicação!

Os apps criados em Flutter são compilados diretamente em
Código ARM nativo e o uso de GPU e acesso a interfaces da plataforma e os serviços. Sem falar que pode ser integrado a aplicativos já desenvolvidos.

Fuchsia OS

Além de tudo o que discutimos, Flutter também é a estrutura de desenvolvimento de aplicativos padrões para o sistema operacional móvel do Google, o Fuchsia OS.

Open Source

Você deve ter adivinhado que o Flutter é um código aberto e todo o seu código pode ser encontrado no GitHub.

Se você quiser se aprofundar nessa tecnologia incrível, gostaria de convidá-lo a aprender sobre esse treinamento completo do Flutter clicando aqui. Ele lhe dará todos os fundamentos e ensinará as coisas realmente importantes para que você possa começar do modo mais lucrativo.

 

Vídeo que inspirou esse texto Aqui

Comentarios

Compartilhe agora mesmo:

Você vai gostar também:

Uma semana cheia de interação, aprendizados e trocas com profissionais inspiradores.

Oportunidade unica de se conectar com outras pessoas interessadas em tecnologias disruptivas e aumentar seu networking.

Translate »