História do Computador Completa – Parte 2/2

Tempo de leitura: 4 min

Escrito por Tecno Dicas TI
em Maio 27, 2019

Trilhas: Desenvolvimento Fullstack e Arquitetura de Software. Desenvolvimento Front-end e Mobile. Gestão de TI, Inovação e Transformação Digital.

Participe do seminário Dev Summit - 4ª Edição!!

História do Computador Completa – Parte 2/2

No começo, um computador era construído, em um prédio, com quilômetros de cabos e fios, queimando dezenas e dezenas de válvulas eletrônicas por hora.Isso mesmo, o primeiro computador eletromecânico do mundo, conhecido como MARK I utilizava milhares de reles, usava válvulas termoiônicas, e fazia as quatro operações matemáticas (soma, subtração, multiplicação, e divisão).

O MARK I, O enorme computador, desenvolvido pela marinha americana em parceria com a Universidade de Harvard e a IBM (International Business Machines).

Para que você visualize o tamanho do MARK I pense que ele media dezoito metros de comprimento por dois metros e meio de altura.

Um dos problemas apresentados pelo MARK I era o ruído alto e intenso que ele emitia quando estava em funcionamento.

MARK I 

Com a chegada da 2 guerra mundial, com o crescente avanço da tecnologia utilizada na criação dessas máquinas chamou a atenção dos militares que empregaram altos investimentos em pesquisa e projetos sobre computadores.

Em 1943, foram fabricados dez computadores que receberam o nome de Colossus. Eram máquinas gigantescas, cerca de 1.500 válvulas, e eram capazes de processar cerca de 5.000 caracteres por segundo.

Colossus

No decorrer da 2 Guerra Mundial, no mesmo ano da criação do Colossus, foi iniciado o ENIAC (Electronic Numeric Integrator And Calculator).

Esse computador  não chegou a ser muito utilizado, pois só ficou pronto somente após a guerra em 1946, também para uso basicamente militar- como cálculo de trajetória de mísseis.

Alan Turing, o mesmo criador do Colossus ajudou nesse projeto.

ENIAC

O ENIAC ocupava uma área de 170 metros quadrados e pesava 30 toneladas.O ENIAC tinha cerca de 18.000 válvulas, sendo que, de dois em dois minutos, uma delas queimava.

Sua “incrível” performance foi, há muito, superada por qualquer calculadora de bolso.

Após o ENIAC, um novo marco foi colocado na história dos computadores, o EDVAC, projetado com uma programação interna que utilizava conceitos de programas: o EDSAC (Eletronic Delay Storage Automatic Computer) e o EDVAC (Eletronic Discrete Variable Automatic Computer), em 1949.

Ao longo do tempo a eletrônica avançou, desenvolveu-se e encolheu ao mesmo tempo.

O primeiro computador produzido em escala comercial foi o UNIVAC (Universal Automated Computer), gerado pelos mesmos criadores do ENIAC e que ficou pronto em 1951.

UNIVAC

Outro avanço tecnológico foi a criação da técnica de circuito impresso, em 1957, os computadores puderam diminuir um pouco mais o tamanho.

Outro avanço, foi a criação dos transistor, em 1947, mais seu uso comercial só ocorreu a partir do final da década de 50. Os transistores vieram substituir as válvulas. 

Possuí a grande vantagem de não aquecer como as válvulas nem quebrar com choque físico, além de ser, fisicamente, muito menores.

Gradativamente, as válvulas passaram a ocupar espaço no Mundo dos equipamentos eletrônicos. 

Os primeiros computadores a utilizarem totalmente transistores foram o IBM 1401 e o IBM 7094, (juntos venderam mais de 10.000 umidades).



Outros computadores como as séries de computadores da DEC recebiam o nome PDP, sendo o PDP-1 lançado em 1963, a DEC criou o primeiro minicomputador, o PDP-5.

Com a corrida espacial e o desenvolvimento da computação em geral, na década de 60, Desenvolveu-se a idéia de criar uma peça com maior capacidade de processamento de informações: criou-se: os circuitos integrados.

Os circuitos integrados são dispositivos eletrônicos que num mesmo bloco semicondutor reúnem capacitores, resistores, transistores e diodos, adequadamente ligados, formam circuitos completos.

Um dos primeiros computadores a utilizar circuitos integrados foi o IBM/360, lançado em 1964.

Em 1970 inicialmente, não se tinha a visão de pessoas usando computadores em suas casas também.

Todas as grandes empresas estavam interessadas somente no mercado dos computadores de grande porte para serem implantados em empresas.

Por outro lado a indústria eletro-eletrônica sempre necessita de maior eficiência. Ainda em 1970 ouve o desenvolvimento de componentes menores e com maior número de funções.

Levados a produzir PCLs em tamanho reduzido, a indústria eletro-eletrônica sempre necessita de maior eficiência.

A afirmação destas tecnologias acontece desde o início de 1970, onde o valor inviabilizava o uso do SMD em algumas aplicações, embora a utilização desta tecnologia em produtos onde a miniaturização era fundamental, ocorria com maior presença.

Entre 1975 e 1980, o processo de miniaturização aumentou. Neste momento, o SMD se desenvolveu ligeiramente e o processo de manuseio de componentes e materiais se formou.

Os componentes SMD oferecem uma enorme variedades de circuitos integrados, semicondutores discretos e componentes convencionais por SMD.

Com isso os computadores foram tornado-se cada vez menores e mais rápidos e funcionais.

Processadores cada vez mais rápidos são pesquisados e lançados a cada mês, fazendo com que a linha do tempo da evolução dos recursos de informática fique cada vez mais estreita.

O que é novidade hoje se torna obsoleto em questão de meses.

Sendo assim, torna-se fundamental para você que está começando a fazer parte desse universo, ter a consciência de manter-se sempre atualizado, seja por meio de cursos, palestras, livros, revistas, Internet, etc.

Gostou do artigo? deixe seu comentário, ou recomendações de novos artigos.

Você vai gostar também:

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta


*


*


Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Seja o primeiro a comentar!

Trilhas: Desenvolvimento Fullstack e Arquitetura de Software. Desenvolvimento Front-end e Mobile. Gestão de TI, Inovação e Transformação Digital.

Participe do seminário Dev Summit - 4ª Edição!!